01/04/10

OPHION PADDLES / REVIEW about the RAPTURE by Paulo Simões

PAGAIA RAPTURE da OPHION / Surf Test por Paulo Simões



Pedimos a Paulo Simões que testasse a nova OPHION Rapture topo de gama com pás em carbono e tubo em carbono e kevlar. 950 gramas de pagaia que, pela descrição do nosso colaborador e instrutor de kayaksurf, está mais do que aprovada! Ficam as palavras de quem sabe.

We asked our friend and kayaksurf instructor Paulo Simões, to test the brand new Rapture paddle made by OPHION. According to the brand, the Ophion Rapture paddle is designed to be dynamic and powerful, while maintaining stability and precision. Now, read the review of Paulo...

OPHION PADDLE / REVIEW about the Rapture Model


Paulo Simões / kayaksurf & waveski instructor

Model: RAPTURE
Lenght: 1.85 cm
Feather: 45º
Blade Size: 44x 21 cm
Ergonomic carbon/kevlar shaft

A pagaia não é só lindíssima mas acima de tudo funcional sendo também extremamente leve. Tem acabamentos de arte. O alumínio destaca-se brilhantemente sobre o carbono. Não sendo totalmente ergonómica permite ao kayaker menos experiente uma posição de mãos alinhada constantemente com a pá. Assegurando que está bem orientada nos momentos mais críticos. O que mais se destaca são as ondulações na pá. O que em pensava antes de utilizar veio a se confirmar. Ao pagaiar sente-se claramente uma diferença de tracção de água. Esta fica "bloqueada" dentro das ondulações permitindo puxar ou empurrar mais água que fica presa dentro da pá. Exige mais força, porém, fazendo uma clara diferença na rapidez com que se entra no "drop". No "surf" desliza fluidamente na onda servido quilha nas manobras mais arriscadas. Estou supreendido pela arrojada e conseguida diferença das restantes pagaias. Sem dúvida um salto que irá exigir das restantes empresas igual inovação.

The paddle is not only beautiful but above all functional and is also extremely lightweight. It is very well built. The aluminium is brightly on carbon. Not being fully ergonomic allows the less experienced kayaker one hand position constantly aligned with the shovel. Ensuring that is well targeted at the most critical. What stands out most are the ripples on the shovel. The thoughts I had before I use it, came to be confirmed. When I start to paddle, I felt clearly a difference in strength of water. The water is like "locked" within the ripples and that allows pulling or pushing more water (that gets trapped inside the blade). It requires more strength, however, making a clear difference in the speed with which it enters the "drop". In the "surf" the wave slips fluidly keel served in the most dangerous manoeuvres. I am bold and surprisingly, the difference achieved with the other paddles. No doubt a leap that will require other companies equal innovation.


VISIT OPHION:


Obrigado Paulo ;)


SCKSF 2010 / PHOTOS

Boas ondas!

luis pedro abreu
http://www.kayaksurf.net/

Etiquetas: , , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home